Portas externas e internas, diferenças e cuidados

Enviado por Pedro Admin Em Novidades Em 13/01/2017 0 Comentários 848 Visitas

Exposição ao sol, chuva, umidade e outros fatores naturais impactam no tipo de material que se usa em uma porta interna ou externa. Existe também a questão estética e o propósito de uso.

As portas de uma casa podem ser classificadas basicamente em dois grupos, as internas e a externas. Essencialmente são portas e ponto, mas quando pensamos na aplicação e uso delas percebemos que há algumas diferenças que precisam ser observadas no planejamento e compra do material.

Portas internas

  • Geralmente são mais estreitas do que as portas de entrada da casa. Isto acontece especialmente com portas de quartos e banheiros.
  • Em geral não ficam expostas a umidade, sol, chuva e outros eventos naturais. Com isso podem ter vida útil maior ou ser mais propício o uso de materiais pouco resistentes a esses fenômenos.
  • Podem ser de qualquer tipo de material, mas costuma-se usar as de madeiras, talvez exatamente pelos motivos mostrados no tópico anterior.
  • Entre ouros.

Portas externas

  • Tendem a ser mais largas, uma vez que é geralmente usada como porta de entrada e saída da casa.
  • Requer mais cuidado e manutenção. No caso de ferro é muito importante estar bem pintada para evitar corrosão e ferrugem devida a ação da chuva. Em cidades litorâneas recomenda-se o uso do alumínio que é resistente ao sal.
  • As portas externas, principalmente a da sala tende a ser mais trabalhada e de melhor aparência, visto que é a entrada da casa. Existem pessoas que usam portas pivotantes, pintam de cor branca e outros tipos para dar destaque a entrada da casa.

fonte: casadicas.com.br



Comentários

Deixe seu comentário